chef retiros yoga

Granola de quinoa e trigo sarraceno com marmelos e especiarias

Desde que descobri como é fácil fazer granula em casa, nunca mais comprei caixas de cereais. Para além de adorar a liberdade de sabores, a quantidade de açúcar que deixei de ingerir é incrível, a quantidade de ingredientes dos quais não sei o nome desapareceram e as gorduras… bom, não vamos falar mais sobre coisas que não interessam e que todos estamos fartos de saber: tudo o que fazemos em casa tem outro sabor! Não estou com isso a dizer que é obrigatoriamente mais saudável, e não tem sempre de o ser, desde que de uma forma consciente haja equilíbrio numa outra refeição ou elementos da refeição ou do dia. Então… cá em casa raramente falta um frasco de granola para os lanches, aqueles momentos de fome antes das refeições ou só para aquelas alturas de gula em que poderia só comer um chocolate… Eu como granola porquê? Porque quase sempre tem chocolate! ahah

Adoro variar aquilo que vou colocando em cada versão e adequar os sabores às estações. Agora durante o tempo mais frio gosto de especiarias, de sabores mais quentes e de utilizar as frutas da época para complementar por isso desta vez decidi experimentar uma compota de marmelo que tão boas memórias de infância me traz e ter esta versão com compota de marmelo. Quando andava na Escola Primária, havia um dia por ano que fazíamos marmelada na escola, era um tacho enorme e todos ajudávamos. Depois de enchermos as caixas retangulares para cada um de nós levarmos para casa, podíamos rapar o tacho e era a única marmelada que comia! Nunca gostei de compotas, a minha mãe e as minhas tias faziam imensas e maravilhosas. Eu adorava o cheiro na casa, ajudar a cortar e preparar os frascos mas depois de arrefecer, nunca comia. Há alguns anos decidi numa das minhas reflexões que surgem do nada a meio do dia que ia passar a comer de tudo e isto estava incluído, assim como as bananas. Mas sinceramente, compotas, aletria, arroz doce e rabanadas frias ainda não entraram na lista das conquistas…

Estava no supermercado quando olhei mais uma vez para os marmelos e pensei “que raio posso fazer com isto sem ser marmelada?” e decidi que ia trazer dois e experimentar fazer a minha versão e deixar de lhe chamar marmelada de uma vez por todos e passar a comer também este fruto e bom, comecei a pesquisar e encontrei uma receita persa com água de rosas e especiarias de decidi adaptar e ver como corria. O cheirinho em casa foi só dos cheiros mais agradáveis que senti, apetecia-me transformar-lo numa vela ou difusor! E entretanto, a granula que tinha terminou e pensei, porque não?! Nunca faço granula apenas com aveia, normalmente adiciono sempre trigo sarraceno ou quinoa, são nutritivamente mais ricos e como gosto de comer para saciar a fome, não sinto culpa por estar apenas a comer alguma coisa por comer… Mas então, isto para dizer que podes perfeitamente substituir a quinoa e o trigo por aveia. Também a compota pode ser substituída por qualquer outro adoçante e a quantidade vai sempre depender de quão doce queres, eu gosto de comer com toppings extra de mel ou com frutas por isso prefiro que as granulas sejam mais neutras.

Outras notas importantes: a quanto mais gordura colocares, mais corante vai ficar, mas possivelmente uma nutricionista vai dizer que não é assim tão saudável… Eu utilizo sempre gordura, mas podes omitir e utilizar mais quantidade de polpa de fruta, manteiga de frutos secos ou puré de batata doce ou fruta cozida, por exemplo.

Para a minha compota de marmelo utilizei 400g de marmelos, 180g de açúcar e um pouco de água. Coloquei num tacho e deixei começar a borbulhar, adicionei uma colher de sopa de água de rosas e num saquinho de chá adicionei cravinho, cardadmomo, um bocadinho de anis e pimenta rosa. Deixei ferver durante alguns minutos com a tampa e depois retirei e baixei a intensidade do fogão, deixei o marmelo transformar-se numa pasta cremosa, desliguei e coloquei dentro de um frasco.

Granola de quinoa e trigo sarraceno com frutos secos e cacau:

100g de quinoa crua

100g de trigo sarraceno

50g de sementes de girassol

100g de frutos secos

1/2 cup de compota de marmelos e especiarias

100ml de gordura (eu misturei óleo de amêndoa com óleo de côco)

1/2 cup de quinoa tufada

nibs de cacau

pólen de abelha

pétalas de rosa

uma pitada de sal

um fio de mel 

Derrete o óleo de côco e mistura com o óleo de amêndoa, mistura também o teu adoçante e adiciona esta mistura a uma taça onde já tens a quinoa, o trigo sarraceno, os frutos secos e as sementes. Envolve bem e espalha num tabuleiro para levar ao forno pré-aquecido a 180ºC. Espalha o máximo que conseguires a mistura no tabuleiro e de 10 em 10 minutos abre o forno e mexe a tua granula com um garfo para não queimar até ficar bem douradinha e cortante. Deixa arrefecer completamente e adiciona a quinoa tufada, o cacau, o pólen de abelha, as pétalas de rosa e qualquer outro elemento da tua preferência que não deve ser assada (como as bagas de goji).

E é isto, simples, rápido e delicioso! Até quem sabe se não pode vir a transformar-se num presente de natal?

O que achas desta combinação de sabores? Espero ver essas recriações e as tuas próprias versões em breve 🙂

Com carinho,

Ana

Post a Comment